NO ESCURINHO DA SALA DE VISITAS

WIll Wheaton, Jerry O’Connel, Corey Feld e River Phoenix em “Stand by Me”.

Quem cresceu nos anos 70, com certeza se lembra dos filminhos caseiros. Eram “produções caseiras”, que nossos pais e tios faziam com uma câmera Super 8, em situações constrangedoras como churrascos, festas de aniversário, noite de Natal, sua primeira queda de bicicleta…
Naquele tempo não existia “sala de TV”, então a família se reunia na sala de visitas, onde se empurravam móveis, esticavam as cortinas e pronto: estava montado o cinema de vexames da Super 8.
Após meses, eu finamente assisti “Super 8” (Super 8, 2011), roteiro e direção de J.J.Abrams, em co-produção com o sempre ídolo, dele e de todos nós, Steven Spielberg.
“Super 8” tem uma história singela: após um estranhíssimo acidente de trem, uma cidadezinha começa a sofrer estranhas “intervenções” e desaparecimentos, entre outras coisas.
Claro: culpa dos ETs, os nossos extra-terrestres que Spielberg idolatra.
Eu adoro tudo que seja relacionado a vida alienígena; acredito mesmo que existam seres mais inteligentes do que os “terráqueos”. Mas MORRO de medo de ser abduzida!
Enfim, o roteiro foi do J.J. Abrams, que mostrou talento para fora das séries de TV que costuma produzir. Ele é mais conhecido como um dos criadores de “Lost”, (2004-2010). O que pouca gente se lembra, é de outros seriados que ele criou, como o romântico-sem-ser-açucarado-demais “Felicity”(1998-2002) e o primeiro seriado a colocar uma garota no centro da ação, “Alias” (2001-2006).
Aliás, foi através de “Alias” – me perdoem o trocadilho – que ele começou a explorar o tema conspiração. E aliás, “Alias” foi a série que desbancou “Arquivo X” (“The X-files, 1993-2002). Vale dizer que “Alias”, por mais fictício que tenha sido, não perdeu o rumo como “Lost”, que me perdoem os “lost addicteds”…
Enfim, o que me encantou em “Super 8”? Praticamente tudo. Ficção de primeira, com direito a estética da virada dos anos 70 para os 80. Personagens cativantes e temas que giravam no imaginário popular dos anos da Guerra Fria.

Quem cresceu assistindo a “E.T., o Extra-terrestre” (“E.T., the Extra-Terrestrial,” 1982), “Os Goonies” (“The Goonies”, 1985), “Conta Comigo” “Stand by Me”, 1986), será invadido por uma nostalgia inebriante.
Há a menina bonita e problemática; o gordinho mandão e simpático; o bonitão meio abobalhado; o nerd chegado em algo não convencional como explosões; o órfão que é o personagem mais “equilibrado” desta turma. Os melhores amigos, todos em suas bicicletas BMX.
O medo da invasão “soviética”- hoje não é mais União das Repúblicas Socialistas Soviéticas – URSS, viu gente? Hoje é só Rússia mesmo, e todos os outros países que foram ou tentam ser “desagregados” após o colapso do comunismo.
Claro que hoje os efeitos especiais dão lavada nos efeitos dos anos 80.
E o alienígena? Ah! Esse é uma obra-prima. Me lembrou de um episódio de “Arquivo X”, onde o alien só era detectado através de infra-vermelho – primeira ou segunda temporada, mas estou com preguiça de procurar o título do episódio. Meio doidão, o que nos lembra das coisas que voavam, literalmente “do além” em “Lost”. Um motivo nobre por trás de toda a violência da criatura…
Mas o lance do “filme dentro do filme”, os adolescentes como os “investigadores”, tudo isso é muito bom de assistir. Tanto que já assisti ao filme quatro vezes desde então.
Segue o trailer para quem não viu, ou quer ver de novo.
Steven Spielberg já tem seu sucessor…

Sobre Anninha

Além de viciada em cultura pop, ainda resolvi bancar a mochileira depois do 40 - e comer pra caramba, já que é para isso que eu treino Crossfit. Divirtam-se!
Esse post foi publicado em Cultura Pop, TV e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s